Ecossistema e microclima na cidade: A visão da Permacultura

No dia 09 de maio, quinta-feira, os participantes do CdT Agricultura Urbana receberam Peter Webb para uma aula de Permacultura na cidade. Os presentes foram convidados a perceber e compreender que a natureza possui muitos microclimas, assim como as pessoas. Que as pessoas e a natureza fazem parte do mesmo sistema e todos são impactados pelas energias ao redor. É preciso observar!

Por Priscila Ratnieks em co-criação com Bruna, Carol, Clio e Gabi

Sensibilidade e Verdade!

A sensibilidade e a verdade são importantes para compreender a natureza.
Devemos sentir as plantas!
São frias ou quentes?
Secas ou molhadas?
Conheça o ambiente, seja curioso!

Na natureza não existe linha reta. Sempre é o caos. As curvas mantêm as pessoas acordadas e conscientes, assim como as cores. Olhem para as sombras. Olhem para a luz. Reparem ao redor!

Plantando no campo e na cidade

Plantar no campo é diferente de plantar na cidade. Na cidade há poucas cores, variações climáticas, solo compactado, ruim para plantas comestíveis. Topografia, pontos cardeais, ventos, drenagem do ar, massas de água, estruturas físicas, vegetação afetam o microclima, é preciso ficar atento a todos esses fatores.
As mudas, quando plantadas, podem ser cobertas com pedras, folhas ou madeira para proteger.

Fatores que influenciam o microclima

Permacultura: Fatores que influenciam o microclima

E quando falta água?

Melhor plantar em canteiros rebaixados.
A goiabeira é uma árvore que dá muita água, ela exala gotas e as plantas em volta se beneficiam. Bambu também é uma boa opção.

Na cidade, como a poluição entope as folhas, usar gotejador não é bom. Micro aspersores e borrifadores são mais aconselhados. Micro aspersores são pequenos pontos instalados no jardim para espalhar a água como gotas de chuva em 6 ou 7 metros em volta. No Brasil é bem recente, existe há uns 15 anos e custa bem barato (pode chegar a R$ 2,00).
Plantas aquáticas, se plantadas na beira do lago, bombeiam água, regando as plantas em sua volta.

Ciclo Hidrológico

Permacultura: Ciclo Hidrológico

E a Temperatura?

Como o ar frio desce a noite, os lugares baixos são melhores para plantas que gostam de frio, como amora preta, framboesa e alho.
Para as plantas que gostam de calor, podemos colocar cores escuras em volta, pois acumulam calor.
O meio da encosta é sempre mais quente. No caso dos hortelões do CdT Agricultura Urbana, a horta que está no meio da Praça Homero Silva, encostada ao muro, estava seca na última rega – elas pegam mais sol que as outras e precisam de regas mais frequentes.
Lugares mais altos tem mais vento. Em lugares com vento, é interessante plantar quebra-vento, como salsinha ou berinjela.

A vegetação do topo dos morros é importante para levar matéria orgânica paraa parted ebaixo dos morros.

A vegetação do topo dos morros é importante para levar matéria orgânica paraa parted ebaixo dos morros.

Se faça a Luz!

A planta depende 60% do Sol e 40% do solo.

Para iluminá-las temos várias alternativas:
* Vaso de água com a parte interna pintada de preto, ajuda a refletir o céu
* Espelho de metal ou vidro pra dar luz, uns 3 ou 4 espalhados
* Pedras claras ao redor das plantinhas
* Fazer pequenos lagos: O ideal é cobrir o buraco do lago com cimento (mas precisa ser lavado com água e vinagre para tirar a alcalinidade) ou com argila para água não vazar.
Água é bom tanto para as plantas, animais, e as pessoas que estão trabalhando no local, pois traz reflexão, paz e abundância.

Adubo:

Argila e carvão são elementos com capacidade de alterar a realidade do solo.
Cinzas de fogueira são boas para adubar. Mas é preciso saber queimar, saber queimar sem destruir o solo e sem deixar resíduos, exige cuidado. Poucos sabem queimar hoje!

Luz e cores geram alegria e abundância!

Na cidade temos muitos espaços com potencial para gerar vida. Utilize paredes e telhados, terrenos baldios, as beiras das casas calçadas e praças. Com uma trama e palha é possível fazer um telhado verde!

Mais dicas:

* Mandioca e batata doce crescem muito facilmente e ‘produzem’ terra.
* Araçá, mexerica e goiaba são boas para plantar em pneus ou caixotes.
* Podar é bom! Deixe a planta respirar e deixar outras plantas crescerem. Algumas plantas crescem demais e impedem as outras de crescerem.
* Tenha flores em tudo! Elas atraem insetos, gerando uma cadeia alimentar e trazendo equilíbrio.
*
Composteira: não podemos colocar jamais comida cozida, pois atrai ratos. O ideal é que a composteira tenha 1m x 1m, e seja construída com madeira.
* Plantas repelentes só funcionam se mexer nelas para que elas liberem o cheiro. Paradas elas não tem essa função.
* ‘Lasanha’: um bom jeito de plantar sem terra é colocar camadas alternadas de palha e adubo orgânico, sobre o chão ou numa caixa de madeira forrada com papelão, como na montagem de uma lasanha. Podemos colocar minhocas também, elas vão achar uma delícia.

Canteiro feit com palha

Canteiro feito com palha

Saiba mais sobre o Peter Webb em seu site: www.vidadeclaraluz.com.br

Anúncios